sexta-feira, 8 de agosto de 2014


Cem Opções

Sem ar de mim...
Cem opções me veem
Olham para o fim
Eu para o horizonte além...

Contemplo mais de cem opções
Arde amor em minhas intelecções 
Sem compreender o mistério do infinito
Percorro e cavalgo com asas de vento

Meu pensamento viaja em todas as direções
Faz sintonia com universo e sente as vibrações
Tanto são os mistérios das almas conflitas
Cem opções faz das fantasias mais bonitas...

A verdade é a pureza de se mostrar...
Sem hipocrisia vestir o seu caminhar
Amor único é verdadeiro quando presente
Mata o sonho quando o presente é ausente

Intelecção e sintonia tenho com as estrelas
Se fechar os olhos mesmo assim posso vê-las
Tão palpável o céu que posso tocar ao extremo
Suspirar sem dimensão e ver que Tudo é supremo

Mais de cem opções dobram minha língua
Cem opções minha consciência é serpente
Me morde com seu veneno em jato quente 
Como uma naja mata-me á míngua...

Cem opções cabem em meu ser...
Sem opções deixo-me ser.

Son Dos Poemas

Postar um comentário