sexta-feira, 5 de setembro de 2014



Pensamento Velejante

Hoje...
Somente hoje estou velejante
Meu espírito verga navegante
Imersos em versos flutuantes

Solícita é a estrela com olhar distante 
Límpida e flamejante
Espelha seu amor n'água da fonte

Desce o véu d'águas cristalinas
Escorre sereno além das colinas
Acaricia a lua e a noite descortina

Reflete no poço dos desejos de ontem
Olhares sobre as veredas e pontes
Fazendo névoa em jorro constante

Aguçado é o sentido velejante
Viaja nas nuvens com postura elegante
Cai o véu em queda livre na fonte...

Son Dos Poemas
Postar um comentário