sexta-feira, 5 de setembro de 2014







Setembrando

Sê setembro brando sóis que primaveras...
Achega-se no peito espanta quimeras
Aconchega-se nas flores veras que precipitas 
Novamente estar entre as cores reais e bonitas

Traz boa nova chegando com o vento...
Parindo nesse tempo de novo rebento
Eclodindo do ventre da terra primaveril
Tece lã em setembro nós em rendilhas mil

Enflorescendo as cabeceiras das janelas
Ornando com amor perfeito dentro delas
Flores para a prima serdes verdadeira
Enverdecer os campos deveras a vida inteira...

De nova primavera á setembrar
De novo mês d’esperança à vida renovar
Debutando sonhos para velha plateia 
Setembrando fará uma nova odisseia 

Equiparar nesse mês vestidos ao gosto
Estreando mês floral novo aroma composto
Novas rimas novas poesias em cronologia
Catalogar flores rastrear ilusões em cronografia

Fantasiar e flertar com a fantasia...
Comer rezar e amar se acolher em poesia...
Hospedar-se nas nuvens fazer-se hospedaria
Dar boas vindas á setembro som do dia!

SOn Doa Poemas
Postar um comentário