sexta-feira, 5 de setembro de 2014



Subitamente

Meu Amor é todo seu sem entender...
Solto á mente passeio em teu querer
Arde tempo para a chama queimar e acender
Ar de vento para o mesmo tempo arder

Apagar as labaredas em chamas acesas
Recolher as caldas quentes por dentro do vulcão
Segurar em brasas acesas e tatear na mão
Saborear na ponta da língua a vida em explosão

Sedução pela poesia é amor ou paixão
E o poema seduz sem nenhuma explicação
Indagação de quem segue o vetor
Reside na lua e mora em seu amor

Subitamente de repente é face amado
Aos fluídos derramados ver teu olhar apaixonado
Inalar d’água d’cheiro d’tempero corporal
Combinar o temperamento aromático e floral

Atemporal é o tempo que move o real
Movimenta os ponteiros compassar amoral 
Faz fluir dos poros os fluídos em doce e sal
Adoçar a boca com mel de sedução natural...

Abruptamente me versejo me perco em seu beijo
Viajo nas asas brilhantes de coruja noturna velejo
Em voo sigiloso ouço cantar da graúna ao luar
Escrevo uma poesia eu e você o sol e o mar...

Son Dos Poemas
Postar um comentário