quarta-feira, 19 de novembro de 2014

O Livro D' Mim

O livro de mim se escreve assim...
Um som um poema falante
Uma nuvem de fantasia olhar d'amante
Páginas em branco sem fim...

Um lance bumerangue que vai e volta
Enche os pulmões de ar inspira e solta
A gargante que arde emudecida
As expectativas os sabores dual vida...

Dois lados da moeda cara e coroa 
Um livro um côncavo um convexo
Uma poesia um poema inverso anexo
Tantos complexos que n'alma avoa

Nunca pensei ser um livro, mas sou também...
Nunca pensei ser eterna nem ser de ninguém
Imaginar imaginei ter asas feito uma gaivota
Voar em minhas fantasia endireitar minha asa torta

Meu livro é escrito pelo princípio sem final
Rabisco que faz de mim ser tão frágil enquanto mortal
Imortal serão meus escrito espalhados pela ventania
Cada verso um manuscrito inspirado n'alma de poesia...

Meu sonho num passado distante....
Um mar de poesia um eu navegante
Tão pouco sei sem querer de mim
Vejo a lua no céu prateada em mar fim.

Son Dos Poemas

Postar um comentário