quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Encontro Cardeal




Encontro Cardeal

Marco-te a língua em brasa beijo e lampejo...
Tatuo meu nome nas tuas rúbias linhas arteriais
No centro da tua aorta do coração me elejo
Unos são nossos corpos pontos prumos cardeais...

Nos devaneios vivos da rosa sou escarlate...
Tu girassóis onde pousam os tiês...
Os desejos intensos flambados são chocolate
Passam-se os dias, um, dois, três...

Enlevo-te nesse cantar á cardeal passarinho...
Num encontro livre dos pássaros encarnados
Vermelho é o batom desejo e ósculo marco teu colarinho
O designer perfeito nossos lábios entrelaçados...

Alguns passos te encontro meu sonho cordial...
Tão boreal é o sentido que te faz meu imperador
O alento do vento acerta a seta do ponto cardeal
O real movimenta as nuvens e apruma o vetor...

Nesse encontro corrente d’onde orvalha vapor
Tua fluídica fonte dos beijos impudicos sem censura
A cura d’ alma tua loucura mais secreta AMOR...
A dor cria asas para voejar e fugir da clausura...

Amor é o efeito de causa mais colateral...
Em sigilo absoluto guardo essa terminologia
Ousadia tenho para ir amar-te num sonho astral
Assinalar meus devaneios como poesia...

Fazendo acontecer o faz de conta sem condição...
Um encontro cardeal corpo e alma e coração...

Son Dos Poemas
Postar um comentário