quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Flor De Lis

Flor De Lis

Soberana flor de beleza contida
Lírio dos poetas a flor da pele nua
Teu campo é iluminado magenta qual lua
Véu de inspiração dessa flor abstraída

Faz brotar feito semente acolhida no chão
Rebento do escudeiro guardiã do espirito 
Protetor do perfume amiúde do vento
Do infinito do tempo das lendas da paixão

Real é teu corpo tua alma nobre e pura
Divina eternidade do eterno permanecer
Que cura a loucura que não deixa esquecer
O jorro da brisa que orvalha candura

Feliz queria-te perto tão belo este elo que acalma
O aro que carrega o encanto da flor de lis
O símbolo d’honra e hombridade d’alma
Lealdade forjadora do brasão d’lume amarelo...

Una idade dos castelos mitológicos
Únicos nos jardins dos lírios nas íris do destino
A heráldica das águias em voos poéticos
Os bordados de fogo libertos e clandestino

Mil revoadas em pródigos da flor de lis
Magia do portento em código de proteção
Aos três pilares das pétalas sustentáveis
Amor é a coluna que sustenta compaixão

Son Dos Poemas
Postar um comentário