sexta-feira, 13 de novembro de 2015

CONSPIRAÇÃO RECICLADA



Conspiração Reciclada

Reciclo a conspiração d’Eros cupido
Intensificando o feitiço d’Andrômeda
Acrescento as estrelas ao líquido antídoto
E o salutar do sorriso da própria Gioconda


Absorvidos em fluídos d’mona d’boemia
No ar impreciso da face d’Mona lisa
Ao som do universo da nona sinfonia
Na precisa fibra d’vidro quebrada na brisa

Agora somos fagulhas d’vida d’alvorada
Folhas abrolhadas nas brumas d’Avalon
Somamos efêmeras quimeras nascidas d’nada
Sintetizadas partículas d’Universo d’Orion

Somos nós d’pingos d’água d’alquimia...
Pensamentos d’menino d’menina pura
Fragmentos música letra e melodia
Sons equalizados na carne púrpura

Poema e poesia em combustão sistemática
Centelha divina d’ouro e d’couro pele e voz
Tristesse d ‘Chopin interpretação temática
Sonata d’emoção, sorriso, choro fonte e foz...

Somos efeitos, sonhos, desejos, loucura...
Sons da vida, Frida, ferida, ópera clássica
Somos semicolcheias, colmeias confusa partitura... 
Música interpretada, escrita épica poética...

Son Dos Poemas
Postar um comentário