sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Poesia Telúrica


Poesia Telúrica

Telúrica é a paixão que me faz ser...
Oblíqua nos versos ocupar a mente
Enviesar de acuidades o querer
Em ondas de ternura obviamente


Envolver-me num lençol de carinho
Lacrimejar os olhos sem motivo aparente
Sentir-me árvore e também passarinho
Decorar-te na ponta d’língua habilmente...

Palavrear em corrente telúrica
Dispensar a grife por etiqueta
Divagar entre a teoria e ser prática...
Metamorfosear qual uma borboleta

Colorindo a poesia telúrica de púrpura 
Desenhando um leão rajado nas nuvens alvas
Matizar o poema trajado de laranja madura
Beber fantasia e amar sem ressalvas...

Telúrica é a poesia que me faz rabiscar
Margear o sol com asas de cera sem temer
Ir buscar ás estrelas só pra te centelhar
Encher de fagulhas ás estações e florescer...

Encontrar um elo n’m bocejar d’ temporada
Amar seu perfil no telurismo d’uma canção
Sentir o magnetismo do poema apaixonada
Sintonizar o nível da poesia d’alma e coração.

Son Dos Poemas
Postar um comentário