sábado, 14 de novembro de 2015

Som D'Arborização



Som D'Arborização

Dia da árvore em ostensão
Primavera das hortênsias
D'oliveiras e outras essências
Som da natureza em poesia
Das turbulências e calmarias
Dos ramos dobrados ao vento
Das seivas poéticas e sentimentos
Desde as raízes e rizomas 
Até as copas das folhagens corpulentas 
A tradução do pensamentos é boa soma
A sedução pela poesia da terra
Os monumentais arvoredos das serras
Os segredos entre bosques e brenhas
A mata que nada mata é nossa senha
A fauna a flora sons da poética
A orquestra das frutíferas dialética
Os arbustos robustos são estética
As rimas os sustos e as cordas
A insensatez do homem arde a floresta
A lenha a madeira faz a horda
Á maneia da lei
Para a sobrevivência?
O próprio universo diz e desenha
Para deter o calor em demasia
Só plantar muitas árvores...
E nascerá poesias...


Son Dos Poemas
Postar um comentário