quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Encontro De Natal



Encontro De Natal


Quem poderá esclarecer ou explicar...
A lua cheia d’amor no coração
A vida que enche d’ prazer por amar
O manto de ternura em fios d’união

O algodão nas nuvens do vento
A versão em cores que escrevemos
O auspicio do alvo acontecimento
Nosso mundo cruzado nos sonhos

O toque natalino desde o pé até a palma
O tempo é nosso segredos d’Pandora
A calma nas pontas dos dedos d’alma
Os alaúdes dos Anjos acordes d’aurora

A terra para aquém ou além do Natal
Dias radiantes compõem minh’ topografia
Configura noites contextura meu ritual
Mapeia dezembro e lembro é poesia...

Há uma trégua e todo ponto reluz
A Luz abrange os olhares imaculados
Abruma em contingentes inebria seduz
Incólume é o verbo dos apaixonados...

Abrilhanta as verdes algas dos sete mares 
Pinheiros exalam cheiros sintéticos
Natural é a fantasia que paira nos ares
Ausências apertadas por jacintos poéticos...

Son Dos Poemas



Postar um comentário