quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Futurando



Futurando

No futuro ando no presente...
Talvez fareje um delírio poeta...
Este é meu faro onipresente
Funciona como sensor detecta


Fatura meus dias leio contos picantes
Despida de falsos pudores massacrador
Conto dentes nos girassóis diamantes
Vestida só d'raio d'Sol e amor...

No futuro há amante Shakespeariano
Um ariano das cachoeiras e montanhas 
Aquariano leonino ou outro fulano...
Quem sabe me dê um colar d’estrelas

Uma lua d’prata pura polida duradoura
Talvez uma canção pelo vento cantada
N’ma tarde ou manhã d’boa sorte vindoura
Dê-me um buquê d’rimas na alvorada...

Seja eu d’ele o sistema Elemental
Letra d’poema gema d’nós ás claras
O futuro no limiar do sonho portal
A travessia para o futuro sem horas...

A poesia doce no bico do beija flor
Uma fonte de energia crepuscular
Amor que me traga seja draga d’furor
Quando juntos lua d’amor e néctar.

Son Dos poemas

Postar um comentário