domingo, 24 de janeiro de 2016

Magia Das Letras



Magia das Letras


Quando um dia precisar de energia...
Estiver inspirado elevado ao quadrado
Pense na magia contida na poesia
Na feitiçaria do que lhe é mais sagrado

Desnude teu corpo deixe tu’alma ardente
Sinta em teus lábios o sabor do licor
A serenidade quando dançaste ao poente
Aprecie o prazer ao se alimentar d’amor

Quando um dia sentimentilhar... 
Aceita o conselho d’teu coração
Enche teu pulmão ao roubar-me o ar...
Refrigere tua boca em combustão

Segure poesia prenda-a entre os dentes
Sinta a cura do hidro mel na língua impávida
Voe comigo nas estações místicas e quentes
Adoce d’loucura a saliva límpida e ávida

Sinta o gosto da paixão além d’tudo
Voeje comigo mudo pelos campos são
Desfrute a estação com dedos d’veludo
Adeje como os corvos negros ao clarão...

Liberte-se!...Sem desesperança 
Deixe o apego seja um trevo d’sorte
Sem sôfrego, pois a vida é uma dança...
Desperte a criança viva até a morte!

Son Dos Poemas
Postar um comentário