quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Meu Escândalo



Meu escândalo

Meu escândalo tem cheiro d'poesia...
Gosto de poema com erotismo
Perfume d’sândalo d’fantasia
Sabor genuíno com romantismo...


Meu escândalo é fogo e tentação
Incinera em expressão meu sentir
É poesia nua na flor da estação
Primavera d’um verão que há d’vir

É tatear você na luz da imaginação
Marcar tua pele com carmim
Ungir-te d’ fragrância o coração
Impregnar tua pele d’essência d’mim

Sentir teu sabor no sumo do pêssego 
Partilhar segredos d'suma importância
Fazer-te carinho e dar-te aconchego
Ouvir teu sorriso só alonga distância...

Meu escândalo é a dança ao luar
Andar nua d’fortuna mundana
Viver realidade pré e após inspirar...
Ter boa conduta e não ser puritana

Meu escândalo é querer-te sem fim
Despido de tudo vestido de vento
D’nuvem de seda ou de Serafim
Diversos esse pensamento invento...

Meu escândalo é causar espanto...
Imitar o gemido d’leste cantarolar
Fazer-te cavaleiro como por encanto
Dizer-te amo e ouvir-te me amar...

Son Dos Poemas 
Postar um comentário