sábado, 23 de janeiro de 2016

Ritual



Ritual

Acordo cedo olho os dedos d'mim...
Imagino o jogo peço par ou ímpar?
Falando por metáforas sem fim
Se ímpar te porei á par...


Jogar-te-ei no fogo dessa poesia
Se par por magia for amor una parelha...
Desfilaremos numa vereda d’fantasia
Tão ímpares seremos luz e centelha

Acenderemos ao amar pares d’estrelas
Seremos acolhidos por Netuno
Estaremos luminosos n’ águas vivas
Renasceremos na umidade do sereno

Recolhidos aos cuidados dos bruxedos
Faremos o ritual da dança pra lua
Dois piões mágicos lúdicos brinquedos 
Fortes como rochedos que ao sol perpetua

Explorarei teu universo e zoologia singular
Assim poderei ler-te num ritual completo
Escrever-te-ei em rimas na ponta do paladar
Serei teu sonho lírico espetacular dialeto

Farei tua língua falar com a minha fluir
Serei tua Iracema com lábios de mel
Beberei em tua boca poema em elixir
Desenharemos grã final pra esse cordel.

Son Dos Poemas

Postar um comentário