quarta-feira, 7 de setembro de 2016

DESAFOGO



Desafogo

Por desaforo
Desabafo...
Safo 
Grafo
Só água apaga o fogo
E refresca o ego
Cego
Sigo...
Faço um poema
Sô riso não choro
Escrevo sem tema
Sem palavras extremas
Livre é meu pensamento
Se preferir jogo as rimas ao vento
Nasci nua vestida de dama
Não gosto de bolso
Não uso pijama
Não visto a fama 
Sem deitar na cama
Detesto carregar peso
Se tiver pesado derrubo
Se vestido desnudo
Não desiludo jamais
Nem roubo o silêncio 
Que diz o cartaz
Desafogo 
Infinita em Paz...


Son Dos Poemas 
Sônia M. Gonçalves
Postar um comentário