domingo, 21 de maio de 2017

O Primeiro Amor



O Primeiro Amor

De repente surge o dia primeiro...
A nebulosa vem num segundo
Sabendo-se no quarto o luzeiro
Abrido está o ano p'ra o mundo

Inda que calendários diferentes
Cada segredo contado á maneira
Horóscopo chinês animais vigentes
O leque é aberto segunda-feira

Meu primeiro amor ainda conta
Ressurge a cada dia promissor
O coração conduz a cabeça tonta
Orvalha meus olhos já sinto flor

Saudades d’tu e d’minh’ alegria
Da folia na estação d’outono
Da primavera d’poema da poesia...
Dos anos idos meu amor profano

Olhos insanos por amar mais louco
Nossa livre entrega na hora agá
Na curva do “S” nosso cais e porto
O vinho mais doce na tal hora “H”

Meu primeiro amor derradeiro
Despertador d’minhas auroras
Serás sempre o último e primeiro
Amado a cada segundo e minuto d’horas

Son Dos Poemas#SôniaMGonçalves
Postar um comentário