segunda-feira, 12 de junho de 2017

Alma Bonita


Alma Bonita

Descreve tuas ações á somatória 
Diz que o tempo não te consome
Dá-me tua língua em doce oratória
Inconfundível sussurra meu nome

Dê ao mundo inteiro á palmatória
Pede ao Anjo que guarda teu corpo
Conta ao céu marinho una história
Dois passarinhos num voo absorto

Agora plante em mim tuas catleias
N’aurora renascentista e absoluta
Sente o cheiro doce das orquídeas
Perfume extraído da essência bruta...

Acende a luz d’alma impoluta...
Conspira a fantasia mais ilibada
Decora teu canteiro de forma voluta
Inspira no jasmineiro a poesia arraigada

Insiste que o sempre sempre existe 
Que o eterno põe na conta dos prós
Amor pra durar não precisa ser triste
A vida é bonita mesmo cheia de nós...

Muita calma nessa hora é artificio
Porque o mundo inteiro se arvora
O esqueleto é osso sob a pele d’ofício
A alma bonita sorri por fora, por dentro chora...

Son Dos Poemas *Sônia M.Gonçalves


Postar um comentário