sábado, 25 de novembro de 2017

Minh'Riqueza


Minh'Riqueza

Se muito da riqueza de Salomão
estava sempre provir de Ofir...
Em ouro pedras preciosas
e madeira com cheiro de sândalos 
A minha está por vir sentir efluir
teu aroma e deixar afluir tantos desejos...
Beijar-te os olhos estrelados
e despejar-te na boca doce
um bom-bocado de poemas 
Já inspirados...
Ao ver-te surgir fulgir
 os meus olhos rasgados
delineados de fantasia
Com fagulhas de lápis lazúli
e centelhas de ninguém em contemplação
Me despir com teu olhar de mar, âmbar...
E me vestir desse escândalo...
Apoiar a mão sobre teu coração no peito
E saber que não é de murano que és feito.

Son Dos Poemas
100%$ôniaMGonçalves




Postar um comentário