sábado, 27 de janeiro de 2018

Olha seu moço


Olha seu moço,
quando meus olhos cinzentos
dobram a esquina seguindo 
a curva dura do tempo 
ouço um grito vindo do alto

E um passarinho passionário 
azul escuro da cor do cobalto
repousa no meu imaginário 
fazendo alvoroço
no pé de uva anuncia
juro que ouço, 
a poesia da chuva.

Son Dos Poemas
100%$ôniaMGonÇalves
Postar um comentário