quinta-feira, 29 de março de 2018

Meu Sonho De Liberdade

A imagem pode conter: pássaro e céu

Meu Sonho De Liberdade

Contemplo um buquê de nuvens sobrepostas...
Quase posso tocar o arco íris do firmamento
Dentro d’asas d’ um avião o vão pensamento
Um lume de plumas sem interrogantes repostas...

Sinto na boca o gosto livre do arbítrio sem tamanho...
Nas papilas um cheiro de liberdade dissimulada... 
Uma fragrância de céu n’alma floral outonada
Perfumo meu ventre livre de lírios e sonho...

Leio nas nuvens segredos em ágata escrita...
Em meus devaneios á língua é troante
Engulo seco abrupto silêncio falante
Tentando esquecer aquela poesia esquisita...

Inspiro os ares ás influências d’opalas místicas 
Sem submissão libertária total sou presente...
Visto loucura absoluta voo e doo fé livremente
Embebedo-me com licor de nuvens anarquistas

Sonho em versos de intrínseca poesia...
Há linguagem é lúbrica tântrica e talantes 
Um enredo de vontades e palavras mirantes
Liberto meus devaneios de mim fugidia...

Há um manto de poesia sobre as nuvens augustas 
Um elo de liberdade descortinando notas melódicas
Escorre em fio sobre as nuvens de chuvas poéticas
Despejam sonatas acústicas á cerca da liberdade ás custas...

Son Dos Poemas
Postar um comentário